A orla ganhou um presente


E a gente também ganhou junto

Numa dessas noites frias que tem feito em Aracaju, visitamos A Paulistinha. Há algo de atraente ali naquela casa. Os cuidados com os detalhes, a iluminação, o envidraçamento e a integração com o ambiente externo deram ao projeto uma característica: o aconchego. 

O que dá pra perceber é o olhar do dono sobre todos os apesctos, e ele tava lá mesmo. Se aproximou, consultou se estava tudo bem, sugeriu, muito cortês fez com que a coluna da gente relaxasse na cadeira e dissesse pro cérebro, ‘relaxe aí, cê tá em casa’. Os garçons, muito educados e agradáveis, parecem ser um retrato dessa filosofia.

De entrada, uma simples casquinha de pizza com parmesão que surpreendeu com sua apresentação. Bem servida, pode pagar tranquilo os R$ 9,90 e já começar a sentir o traço da cozinha nela.

Ao prato principal,… não peraí, outra entrada vai. Uma bruschetta pra sentir o italiano no projeto. Ótima. Tomate em cubinhos sem encharque, queijo de qualidade, pão italiano. R$ 19,90 pra duas pessoas.

Agora sim. Prato principal. E as pizzas passando pra lá e pra cá. Foco! Prato principal. Penne ao pomodoro com manjericão e muçarela de búfala. Veio num prato chapéu, e parecia pequeno, puro engano. Muito bem servido. R$ 39,90. Arriscaria que dá pra dividir pra aproveitar a sobremesa.

Uma fogueira de churros pra o São João nunca ser esquecido. Mini churros pra você fazer de tição e empurrar numa piscininha de doce de leite. R$ 18,90. Ói, poxa, deu vontade agora.

Serviço
Onde fica? Na Orla de Atalaia. Passou o McDonald’s já vá desacelerando que é na próxima esquina.
Preços: fui informando no decorrer do texto
Coisa boa: o clima do lugar
Coisa ruim: o clima incerto da cidade. Pra quem tá na varanda, é casaco e uma corrente amarrada no pé pro vento não levar.
Estacionamento: depende do humor da orla de Atalaia

Previous "Vó, vim almoçar"
Next Os mexicanos da 13

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *