Ações do Governo fortalecem e dão nova cara ao Turismo em Sergipe


Em Itaporanga, os investimentos podem ser vistos nas Ilhas de Men de Sá e no Povoado Caibrós

Investimentos são fortalecidos através de obras de infraestrutura e reforma de prédios históricos 

Com o objetivo de fomentar o turismo em todo o estado, o governo está propondo, através de ações objetivas e concretas, levar o desenvolvimento regional através de investimentos turísticos em Sergipe. Prova disso é o que está sendo implementado no município de Santa Luzia do Itanhi, mais precisamente no povoado Crasto, onde as obras darão um maior impulso à economia local.

Jovens participam de processo de capacitação turística em Estância

Localizado na região Centro-Sul de Sergipe, Santa Luzia do Itanhi é uma das principais portas de entrada de turistas que chegam da Bahia e outras regiões como Centro – Oeste, Norte, Sul e Sudeste e que precisam se deslocarem para Estados mais ao norte do Nordeste brasileiro. E ciente desse polo e rota de passagem, o Governo de Sergipe está levando para a região, obras de esgotamento sanitário, implantação da rodovia de ligação e construção de uma orla com atracadouro e ponto de venda de pescados.

Somando esses três pontos de investimentos, o governo leva para Santa Luzia do Itanhi o montante de R$ 17 milhões, o que vai ampliar, segundo o governo, o potencial turístico e as condições de desenvolvimento social e econômico da região. Outro ponto que vale destacar são as obras da Orla do Crasto, projeto financiado pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo –Prodetur-, que é através de uma linha de crédito entre o governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil –BID- no valor de US$ 100 milhões para o desenvolvimento do turismo em Sergipe, no âmbito do Prodetur Nacional. Cabe ao BID o financiamento de US$ 60 milhões, US$ 40 milhões são a contrapartida estadual.

INSERÇÃO
E não é somente isso. A inclusão de jovens no mercado de trabalho através do incentivo ao turismo também faz parte dos investimentos turísticos. Na última sexta-feira, 07 de julho, jovens da região centro sul de Sergipe tiveram a oportunidade de conhecer de perto e na pratica, o funcionamento do trend turístico.

Governo está promovendo ações de desenvolvimento em todo o Estado

Na primeira fase de implementação do curso de capacitação em formação de cozinheiro, informações turísticas e garçons- ambas oferecidas pelo Senac- um grupo de 200 jovens se reuniram no auditório da Unit, em Estância, para participarem das ações promovidas pelo Governo do Estado, por meio da secretaria de Estado do Turismo, dentro do Programa de Desenvolvimento do Turismo – Prodetur.

De acordo com o Secretário de Turismo do Estado, Fábio Henrique, mais de 5 mil pessoas serão capacitadas pelo Prodetur, que tem o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento –BID. “ Além das capacitações, n ós temos as obras, como por exemplo, as orlas, de Aracaju e do Crasto, em Santa Luzia do Itanhi, além de estarmos licitando as obras do Pontal em Indiaroba”, destaca.

OUTRAS AÇÕES

Em Poço Redondo, as obras na Orla de Curralinho são de mais de R$ 3 milhões

Na Capital, o Governo do Estado está levando ao setor de turismo local, melhorias de acesso e a reforma do Centro de Turismo. Através da Prodetur, estão sendo implementadas a recuperação de pisos, telhado e pintura por exemplo, tudo seguindo os padrões estabelecidos para reforma em prédio histórico. A obra de R$ 1,3 milhão vai incrementar o turismo no entorno do Centro Turístico, como o Museu da Gente Sergipana, Palácio Museu e Mercados será entregue em outubro.
E essas ações promovidas pelo Governo do Estado e que estão sendo estudadas e postas em práticas não são de agora. Em outros municípios, os trabalhos em prol do turismo não param. Para se ter uma ideia, mais de R$ 300 milhões, recursos do Prodetur, na infraestrutura turística em Sergipe.
Em Itaporanga D “A juda, por exemplo, foram investidos mais de R$2 milhões, oriundos do Programa de Desenvolvimento do Turismo – Prodetur- na implantação de dois atracadouros no Povoado Caibrós e na Ilha Mém de Sá, sendo que em Poço Redondo são mais de R$ 3 milhões na Orla de Curralinho.

Previous Ex-prefeito João Alves admite candidatura em 2018 a depender do cenário político
Next Após reportagem especial do Cinform, homicida e estuprador Albano Fonseca volta para prisão