CREA realiza visita de inspeção ao Hotel Palace


Prédio que foi sinônimo de luxo, hoje amarga o descaso e o desprezo. Para CREA, informações sobre riscos de desabamentos somente após conclusão do laudo

Uma comissão do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe –CREA-, esteve na tarde da última quinta-feira, 13 de julho, nas dependências do Hotel Palace, centro de Aracaju, para uma visita de inspeção do prédio. O objetivo da avaliação foi promover ações que possam buscar uma reforma do local ou levar a demolição do Hotel que tem mais de 55 anos de construído.

Para o presidente do CREA, Arício Rezende, a decisão sobre o futuro do Palace será dada pelo governo estadual (Foto: Vieira Neto)

Durante a passagem pelo Palace, os engenheiros puderam constatar as graves condições do imóvel, como exemplo, pilastras com riscos de desabamento, infiltrações nas paredes, fiação elétrica expos ta e muito ferro retorcido. O Hotel Palace estava lacrado desde a sua inutilização em 1985 e desde esse período, os pavimentos superiores, onde existia toda uma infraestrutura, como restaurantes, quartos dormitórios e piscina, estava completamente abandonado.

De acordo com o presidente do CREA, Arício Rezende, essa foi a primeira visita técnica do órgão no Hotel Palace, mas mesmo diante do que foi encontrado, ainda não pode oferecer uma definição sobre o futuro do Hotel. “ Vamos avaliar e relatar em um laudo tudo o que foi encontrado. O resultado deve sair em 60 dias e apenas isso vai poder dizer o que será feito posteriormente”, afirmou. Ainda segundo o presidente do CREA, a decisão final será do Governo do Estado que é o real proprietário do imóvel e ponderou que somente avaliações podem determinar se o custo benefício compensa a recuperação.

SOBRE O PRÉDIO
Localizado no centro comercial de Aracaju, o Hotel Palace já foi uma das mai ores referências em espaço privado do Estado de Sergipe. Construído na de cada de 50, o prédio conta uma pouco da história do desenvolvimento urbano de Aracaju.

No interior do prédio foram encontradas diversas irregularidades (Foto: Vieira Neto)

Com uma vista privilegiada do Rio Sergipe e toda a área comercial da cidade, o Palace já hospedou artistas como o cantor Roberto Carlos, presidentes e jogadores. Palco de inúmeros eventos, o hotel passou do auge a decadência em pouco mais de 30 anos de erguido e dos períodos áureos, restam somente as lembranças.

Depois da desativação, o Hotel Palace passou a servir como ponto comercial na parte inferior, sendo que para muitas lojas em atividades no espaço, ainda não existem informações sobre o futuro delas. Para a Secretaria de Estado do Turismo, as visitas técnicas fazem parte de pedidos do Ministério Público visando garantir a segurança do local. Após a conclusão, os laudos serão encaminhados ao MP que pode determinar outras diretrizes a serem tomadas.

 

 

Previous Obras paralisadas de maternidade provocam superlotação
Next Marco Vilane e Alex Sant’Anna fazem show