Aumento de impostos afetará preço da gasolina


Juiz da Justiça Federal do DF derrubou decreto do Governo

Preparem os bolsos e corram para os postos de combustíveis. Para tentar cumprir a meta fiscal de 2017 – fixada num déficit de R$ 139 bilhões – e, claro, alargar a arrecadação de dinheiro, o Governo Federal anunciará provavelmente nesta sexta-feira, 21, um aumento do PIS/Cofins sobre a gasolina, álcool e diesel, apesar da arrecadação já ter crescido no primeiro semestre deste ano.

Nesta quinta-feira, 20, pela manhã, a equipe econômica do Governo Federal e o presidente da República, Michel Temer, se reuniram no Palácio do Planalto para bater o martelo com relação ao aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis e estudar os acréscimos das alíquotas.

Com o aumento dos tributos, segundo fontes da Esplanada dos Ministérios, a previsão inicial do Governo Federal é arrecadar R$ 11 bilhões a mais. Vale lembrar que a incidência de PIS/Cofins varia de acordo com o combustível, sendo R$ 0,38 para cada litro da gasolina, R$ 0,25 para o diesel e R$ 0,12 para o álcool.

O anúncio da elevação dos impostos estava previsto para tarde desta quinta-feira, junto com a apresentação do novo relatório de programação orçamentária. Mas, possivelmente, será adiado para esta sexta. Já com relação ao aumento do preço dos combustíveis para consumidores, via de regra, as distribuidoras repassam para os postos, porém, cabe cada comerciante decidir quando elevará.

Temer: “seriedade com o dinheiro” (crédito: Alan Santos/PR)

Enquanto decide quando anunciará oficialmente o aumento dos tributos, Temer participou de uma solenidade no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira, e fez questão de elogiar a situação financeira do País. O presidente ressaltou a “eficiência” do Governo e disse que sua equipe de administração está “tratando com seriedade o dinheiro do pagador de impostos”.

 

Previous Vocalista do Linkin Park é encontrado morto
Next Evaristo Costa se despede da Globo