Cinformando


Cobrar o que deve ser cobrado

Deputados estaduais receberão projetos que reformam o Estado e, em especial, a Previdência

O governador Jackson Barreto, PMDB, já avisou: “vamos enviar projetos para a Assembleia para buscar solução para os problemas financeiros do Estado”.

O presidente da Alese, também peemedebista Luciano Bispo, garante que a Casa está preparada: “sempre trabalhamos com os demais poderes, agora mais do que nunca, para melhorar a vida dos sergipanos”.

Se você perguntar a 10 deputados estaduais, 11 responderão que estão dispostos a tudo para que Sergipe evolua. E aí chegamos ao dia 1º de agosto, terça-feira, quando os trabalhos legislativos serão retomados.

E não haverá mesmo brecha para tergiversar: ou o governo envia projetos, os deputados analisam, emendam e aprovam, ou o Estado quebrará. Simples assim!

Então nos vemos diante de outra necessidade objetiva: o eleitor deve cobrar do deputado em quem votou que defenda os interesses dos eleitores, do Estado, mas, principalmente que trabalhem para garantir um futuro. Porque, do jeito que vai, não haverá futuro!

O governo não revelou os detalhes dos projetos que pretende enviar. Mas um ponto é pacífico: a reforma da Previdência estadual. É que o seu deputado entra: ele não pode deixar que a batata quente fique nas mãos apenas dos barnabés; tem que ir destes até os mais altos magistrados.

Se um paga, que todos paguem. Só não será possível deixar que nossos representantes, em momento tão sensível, ajam como se não devessem a nós, cidadãos, toda a satisfação possível.

Previous Ao lado de Rogério, Lula confirma visita a Sergipe já no mês de agosto
Next 'O Filme da Minha Vida', adaptação do livro de Antonio Skármeta, chega aos cinemas