Ana Alves é cadastrada no sistema prisional e recebe visita


A presidente do DEM em Sergipe, jornalista Ana Alves, presa preventivamente na Operação Caça-Fantasma, foi cadastrada no Sistema Prisional e já tem prontuário de detenta na Secretaria de Estado da Justiça. Ana está desde as 13h de sexta-feira no presídio feminino, em Nossa Senhora do Socorro, onde aguarda sua defesa ingressar com habeas corpus na esperança de ser colocada em liberdade.

Hoje, domingo, 3, Ana Alves recebeu visita de sua irmã mais velha, Cristina Alves, que mora em Brasília e foi casada com o empresário Edvan Amorim. Ontem, numa tentativa frustrada, Cristina foi ver Aninha, mas os dias de visitas nos presídios mudaram. Em Socorro são dois dias na semana: quarta e domingo.

DECEPÇÕES EM 2017

A família Alves vem amargando decepções no ano em curso. Primeiro o empresário João Neto, irmão de Ana e Cristina e filho do ex-prefeito de Aracaju João Alves e da senadora Maria do Carmo foi condenado a 17 anos e 02 meses de prisão no processo decorrente da Operação Navalha. Agora foi a vez de Ana Alves ser presa por praticar, segundo o Ministério Público, os crimes de peculato, obstrução de investigações e integrar uma Organização Criminosa.

Nesta segunda-feira a defesa de Ana Alves vai ter acesso ao processo penal que corre em segredo de justiça e em seguida impetra um habeas corpus. Ana é ré primária, tem residência fixa, emprego definido e pode ser facilmente encontrada pela justiça, o que contribui para o juízo da 2a. Vara Criminal conceder sua liberdade. No entanto, a prisão preventiva da presidente do DEM foi decretada a pedido do MP para garantir a ordem pública e assegurar a  instrução criminal. Em liberdade ela vinha atrapalhando as investigações, relatam os promotores no pedido de prisão.

Previous Lula lidera com 34%, aponta pesquisa Datafolha. Bolsonaro é o segundo (17%)
Next Aracaju vai sediar encontro de vereadores para debater reformas