Advogados pedem na justiça prisão do ex-presidente Collor


Foto: divulgação

O motivo é o atraso no pagamento de pensão alimentícia

A ex-esposa do senador por Alagoas, Fernando Collor,  Rosane Malta, ingressou com uma ação na justiça onde seus advogados pediram a prisão do ex-presidente pelo não pagamento de pensão alimentícia de cerca de R$ 28 mil. Collor tinha que depositar o valor até o primeiro dia útil do mês, em cumprimento de determinação da justiça.

O ex-casal briga na justiça há 12 anos e a dívida chega a quase R$ 1 milhão. Os advogados que pediram a prisão requerem o pagamento de retroativos não quitados e já foi julgada em última instância no Superior Tribunal de Justiça, que julgou, em outubro, um recurso de Collor contra uma decisão que penhorou valores da conta do ex-presidente para a quitação da dívida.

O senador, que é investigado na Operação Lava-Jato, tem seus bens e contas bloqueados. Foi determinado que o que fosse encontrado em sua conta-corrente fosse depositado em juízo.

 

 

 

Leia mais:

Sindicato de Enfermeiros denuncia mortalidade de 40% no Huse

CINFORM recebe denúncia de fraude no concurso do IFS

Anterior Rodoviária Velha de Aracaju é palco de 7 mortes em um mês
Próximo Carro invade campeonato de futebol no Emirados Árabes Unidos