Cabo Amintas se diz inocente e acredita em absolvição no Tribunal do Júri


Foto: Vieira Neto

“Acredito em Deus e no povo de Sergipe que serei absolvido no Tribunal de Júri na próxima quinta-feira, 7, quando serei julgado por um crime que não cometi e estou consciente de que não atentei contra a vida de ninguém”. É com esse espírito de fé que o vereador Amintas Oliveira Batista (PTB), conhecido como “Cabo Amintas”, se defende da acusação de tentativa de homicídio que vai enfrentar em júri popular esta semana.

Amintas é acusado pelo Ministério Público de participar da tentativa de homicídio, ocorrida em maio de 2005, contra o percussionista Marcos Eduardo Moraes Soares. Consta na denúncia do promotor que a vítima levou um tiro disparado por Antônio Matos Neto, à época soldado da PM, que teria agido em parceria com Amintas. O PM Neto se matou em maio deste ano e teve a sua punibilidade extinta no processo.

Para o Cabo Amintas, há uma orquestração política montada para destruí-lo, que começou depois das denúncias feita por ele contra o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima. Outro fator que contribuiu, segundo Amintas, para prejudica-lo foi o resultado das últimas pesquisas que o colocam como um dos mais bem votados para deputado estadual nas próximas eleições.

Amintas reclamou do tratamento dispensado por um social media, que não é jornalista, e estaria escrevendo coisas absurdas sobre ele. “Vou interpelá-lo judicialmente e pedi a reparação por danos morais a fim de que a verdade seja restabelecida. É um absurdo o que fizeram comigo, tentando sujar minha imagem. Quero que cada um pague pelo que diz”, relata.

Quanto às reportagens veiculadas na imprensa, Cabo Amintas reclamou que foi publicado nos jornais reportagens indicando que ele respondia a outros processos. “O único processo que respondo é esse, que vai a julgamento no dia 7, e tenho certeza absoluta que serei absolvido.

O parlamentar prometeu acionar seus advogados para interpelar quem estiver publicando notícias sem narrar a verdade dos fatos. “Sempre fui parceiro da imprensa e tenho muito amigos jornalistas, mas não vou deixar que acusações sem provas sejam feitas contra mim.”

Ana Alves é cadastrada no sistema prisional e recebe visita

Lula lidera com 34%, aponta pesquisa Datafolha. Bolsonaro é o segundo (17%)

 

 

 

Anterior Sindicato de Enfermeiros denuncia mortalidade de 40% no Huse
Próximo Líder no Congresso denuncia campanhas antecipadas ao Governo de Sergipe