Greve Geral: dia de protestos em Aracaju


Seguindo a programação de protestos da greve geral em Sergipe, centrais sindicais tentam convencer os lojistas a fecharem as lojas no centro comercial de Aracaju. Bandeiras da Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral de Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) podiam ser vistas durante a caminhada dos trabalhadores em greve pelo calçadão da Rua João Pessoa.

Durante esta manhã aconteceu ainda um ato em frente a agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) da Avenida Ivo do Prado e em frente ao Sindisan, sindicato que reúne trabalhadores da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) e dos SAAE’s. Segundo o Sindisan, apenas os serviços essenciais foram mantidos.

GREVE GERAL

Centrais sindicais e sindicatos de diversas categorias programaram um dia de protestos contra a reforma da previdência, que deve ser votada até o final do mês de dezembro. Além do fechamento de avenidas e rodovias, os manifestantes bloquearam a saída de ônibus em todas as garagens das empresas do transporte público da capital.

Para a tarde desta terça (5), ainda está marcado um ato um ato público dos servidores estaduais contrários aos desmontes do Governo Estadual na saúde, educação e segurança pública.

 

Centrais sindicais tentam fechar o comércio do centro de Aracaju
Sindisan realiza ato em frente a sua sede

Sergipe amanhece com bloqueio e sem transporte coletivo

Anterior Não tem data marcada para a Câmara Criminal decidir o futuro de Ana Alves
Próximo FANTASMODUTO: Servidora "fantasma" da Prefeitura de Aracaju confirma esquema na gestão João Alves