Veja aqui a Relação dos 26 denunciados na Operação Caça-Fantasma


 O ex-prefeito de Aracaju, João Alves Filho, o ex-vice-prefeito, José Carlos Machado e a ex-secretária de Governo Municipal, Marlene Calumby foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPE) de comandarem uma organização criminosa para a prática de peculato.
PECULATO:(subtração ou desvio, por abuso de que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública).

Na denúncia do Ministério Público, os promotores de Justiça Luciana Duarte Sobral, Bruno Melo, Leydson Gadelha Moreira e Jarbas Adelino Santos Júnior afirmam que as nomeações teriam sido pautadas em interesses atendendo compromissos firmados pelo grupo político durante a campanha eleitoral de 2012.

Além dos três gestores que comandavam a Prefeitura da Capital, o ex-vereador  Agamenon Sobral, também fez parte do esquema, segundo foi apurado nas investigações. Ele indicou três irmãos e dois sobrinhos que foram nomeados para o gabinete do prefeito e receberam durante quatro anos sem trabalhar.

 

RELAÇÃO DOS DENUNCIADOS:

1) JOÃO ALVES FILHO (EX-PREFEITO DE ARACAJU)

2 ) JOSÉ CARLOS MACHADO (EX-VICE-PREFEITO DE ARACAJU)

3) MARLENE ALVES CALUMBY (EX-SECRETÁRIA DE GOVERNO DE ARACAJU)

4) AGAMENON SOBARAL (EX-VEREADOR DE ARACAJU)

5) ROBSON SOBRAL FREITAS (IRMÃO DE AGAMENON)

6) EDGAR SOBRAL FREITAS (IRMÃO DE AGAMENON)

7) JOAQUIM FREITAS NETO (IRMÃO DE AGAMENON)

8) JORGE ANDRADE RIBEIRO,

9) RICARDO LUIZ TORRES FONTES

10)JOSÉ CLÁUDIO LIMA DOS SANTOS e

11) KEMYLLY RHAYNE N. SANTOS,

12) BRUNA OLIVEIRA MARQUES,

13) BRUNA SANTOS BORGES ESTEVÃO,

14) INDHIRA MENEZES DA CUNHA FONTES

15) ROSÂNGELO DOS SANTOS,

16)MARIA JOSÉ SANTOS JUSTO

17) JOSÉ EDNALVO ROSENDO DOS SANTOS

18) ARHUR DANTAS CRUZ

19) KADJA KATHARINY SANTOS CORREIA

20) LAUDIER MATINS MENEZES

21) MAGNÓLIA PEREIRA DE FIGUEIREDO

22) RICARDO DOS SANTOS FARIAS

23) DÉBORA MARIA SANTOS OLIVEIRA

24) EDNA CRUZ MENEZES

25) GLEIDE MARIA SOARA DA SILVA

26) JEANE MÉRCIA SOUZA PINTO

A conclusão das investigações do MPE, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado apurou que o ex-prefeito teria pago durante o mandato quase R$ 1,2 milhão a supostamente 22 servidores fantasmas, que mensalmente receberiam salários.

 

Previous TV portuguesa acusa Igreja Universal de realizar tráfico internacional de crianças
Next João Alves, Machado, Calumby e 23 "fantasmas" são réus por peculato