Justiça bloqueia bens do ex-vereador Jailton Santana


Foto: divulgação

Ele é réu na Operação Indenizar-se

O ex-vereador Jailton Santana, um dos réus da Operação Indenizar-se, que investiga o desvio de verbas indenizatórias na Câmara de Vereadores de Aracaju, teve seus bens bloqueados pela juíza da 3ª Vara Cível, Simone Fraga.

Um dos bens tornados indisponíveis foi o imóvel localizado no Condomínio Residencial Parque Marine, no bairro Aeroporto, adquirido em 2013 por R$ 270 mil. Jaílton Santana é radialista e exerceu dois mandatos como vereador, nas legislaturas de 2009/2012 e 2013/2016. Além dele, doze vereadores, dois deputados estaduais e cinco advogados são réus na Operação.

Eles foram denunciados pelo Ministério Público de Sergipe, que pediu o pagamento de R$ 5 milhões a título de ressarcimento ao erário público, e R$25 milhões referentes à indenização por dano moral coletivo.

Os promotores também solicitaram que a Justiça decrete a perda da função pública dos réus e que eles sejam proibidos de contratar com o poder público, receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia.

O CINFORM conversou por celular com Jailton Santana, mas o ex-vereador não quis comentar sobre o processo judicial, tampouco falou da liminar que tornou seus bens indisponíveis e bloqueou suas contas bancárias.

Jailton informou que só quem pode falar sobre o assunto é o seu advogado, Guilherme Maluf. A reportagem tentou contato com Maluf, sem sucesso.

Leia mais:

Eduardo Amorim: “Oposição unida para salvar Sergipe”

A natureza agoniza na capital do mangue

Previous Eduardo Amorim: “Oposição unida para salvar Sergipe”
Next Racismo à sergipana