Show especial homenageará Dominguinhos em Aracaju


Lucas Campelo reunirá gerações de músicos sergipanos para celebrar o aniversário do mestre sanfoneiro no dia 16 de fevereiro no Café da Gente

O show “Dominguinhos, Através” fará, no dia 16 de fevereiro a partir das 20h, um encontro entre gerações de sanfoneiras e sanfoneiros sergipanos. Numa ritualística roda de sanfona, 15 músicos reviverão as histórias embaladas pelo versátil instrumentista, cantor e compositor brasileiro Dominguinhos. O Café da Gente – anexo ao Museu da Gente Sergipana – será o palco para reascender os caminhos do mestre sanfoneiro, que consolidou uma carreira musical própria, englobando diversos gêneros musicais.

Em cada música entoada, uma história que remonta momentos da vida de Dominguinhos será revivida, num percurso conduzido pelo sanfoneiro e educador musical Lucas Campelo e enriquecido pelas participações de novos e de experientes instrumentistas do acordeom, contando ainda com a presença de integrantes da Sanfônica, grupo sergipano antes chamado Orquestra Sanfônica de Aracaju.

Com roteiro e produção de Lucas Campelo, e belo cenário de Ana Ramos, o show terá as participações das sanfoneiras e sanfoneiros Geunice Madrinha, Marcela Miranda, Erivaldo de Carira, Edgard do Acordeon, Evanilson Vieira, Glauber Santos, Eduardo Matos, Adriano Ribeiro, Maiky Wiliam, Luiz Rodrigues e Robertinho dos Oito Baixos, que serão harmonizados ainda pelo triângulo de Ismark Nascimento, a zabumba de Sidcley Santos e o contrabaixo de Denisson Cleber.

Em sua quarta edição anual, o show “Dominguinhos, Através” é fruto de uma pesquisa de mestrado de Lucas Campelo sobre o processo de aprendizagem musical de Seu Domingos de Morais, e celebra o nascimento do músico pelo dia 12 de fevereiro. Na sua última edição, o evento contou com a participação da cantora e compositora brasileira Anastácia, parceira de vida do mestre sanfoneiro natural de Garanhuns-PE, que faleceu em 2013. “Em nossa noite de reencontros, buscamos compartilhar e acessar nossas memórias através dos caminhos desse gênio musical, assim como das participações especiais”, conta o sanfoneiro aracajuano.

Anterior Sérgio Sobral é recebido por superintendente da SPU
Próximo Greve dos auditores ficais segue por tempo indeterminado