Café corta barato


Como o universo já previa, o café mata a brisa natural do corpo. Pois é, a confirmação disso saiu no Journal o Internal Medicine, publicado no último dia 16. Segundo os estudos nele publicados, o organismo produz as chamadas ‘maconhas naturais’, substâncias análogas à maconha. É, fião.

‘É por isso que o cigarro do índio é bem recebido pelo corpo humano?’. É sim. Nosso corpo possui receptores da presença da erva num sistema que os cientistas denominaram de en-do-ca-na-bi-nóide. Endocanabinóide.

Sua função no organismo vem sendo estudada, como também as substâncias que fazem interação com esse sistema da brisa. Descobriram que o café mexe nesse complexo em um experimento com 47 pessoas na Finlândia.

Os parâmetros do sistema endocanabinóide diminuíram principalmente com 8 copos de café por dia. Quatro já dá uma cortada no relax.

Don’t worry about a thing ‘Cause every little thing Gonna be all right

O sistema endocanabinóide é um importante regulador da nossa resposta ao estresse e algumas substâncias associadas diminuem na presença do estresse crônico. E ele ainda regula uma ampla gama de funções: cognição, pressão sanguínea, imunidade, dependência, sono, apetite, energia e metabolismo da glicose.

Resumindo, café demais corta o barato natural do corpo. ‘Mas dá pra repor ligeirão, né?!’

 

Previous Creci Sergipe firma convênio com Fundação Getúlio Vargas
Next PESQUISA: A qualidade do atendimento em bares e restaurantes