Pensado para os pets


O animal de estimação para muitos é como um filho, influenciando muitas vezes até onde a pessoa irá morar, afinal quem gosta de bicho não vai morar em um condomínio que não aceite animais. É pensando nesse público que empresas surgem para facilitar a vida dos papais de cachorros e gatos.

Espaço Pet

Com o aumento de pessoas que querem criar um bichinho muitos condomínios criam regras e até em sua construção espaços para os pets. Como, por exemplo, o condomínio de casas Park Ville que possui o AgilityDog, espaço exclusivo para os donos soltarem seus cachorros para brincar.

A gerente do Park Ville, Cibele Arimateia, explica que dentro do condomínio os animais podem andar com coleira e dentro do espaço é permitido que o cachorro fique solto. “O espaço é aberto o dia todo para quem quiser usar. A ideia é você levar seu cachorro pra desestressar, se você não quiser andar na rua, leva para lá e pode soltar o cachorro para ele aproveitar o espaço para correr”.

Além do espaço para o pet se divertir, em todo o condomínio são espalhadas sacolas plásticas em pontos perto do lixeiro para os moradores recolherem as necessidades dos seus pets.

Porém o condomínio só permite a criação e circulação de algumas raças de cachorro que não oferecem riscos à segurança e o sossego daqueles que frequentam o condomínio, estão na lista raças como pitbull, doberman, akitashiba.

O Petshoop vai até você

Buscando facilitar a vida de quem trabalha e nem sempre tem tempo de levar o animal para o pet shopp Marcelo Barbosa criou o Small Pet, um petshopp ambulante que atende cerca de 60 animais nos condomínios da cidade.

“Eu tenho cachorro e tinha alguns problemas quando levava em pet, de não dar certo o horário, ficar longe, demorar para pegar o cachorro e acabei tendo essa ideia para o serviço ficar mais cômodo”, explica.

O atendimento é marcado por região, cada dia o Small Pet está em um bairro onde teve os agendamentos, o que não impede as pessoas que encontrarem o carrinho levarem seus pets. “Algumas vezes quando já estamos em um condomínio as pessoas até pedem e se houver vaga na hora a gente libera o banho”, comenta Marcelo.

Marcelo explica que o carro é totalmente dependente. “O carro é grande e já vem todo equipado com um petshoop moderno, então ele já tem água, gerador de energia, iluminação própria”, afirma.

Previous Mercado de beleza cresce em Aracaju
Next HeliobacterPilory: a bactéria dos tobienses