Presidente do Creci-SE compartilha boas notícias em lançamento do Feirão CAIXA 2018


Na foto, Sérgio Sobral, os diretores Antônio Carlos Aragão, Hunaldo Lima, Marcus Silva e Samuel Chagas e os conselheiros André Felizola e Jorge Felizola junto ao superintendente da CAIXA, Marco Antônio Queiroz

As boas notícias marcaram esta terça-feira (17) durante o lançamento do Fest Imóveis 2018 (Feirão CAIXA), que será realizado nos dias 24 a 27 de maio, no estacionamento do Extra. Isto porque a instituição financeira já havia anunciado no dia anterior a redução dos juros para financiamento da casa própria e o aumento do percentual do valor a ser financiado para compra de imóvel usado. As mudanças já estão vigentes e são para linhas de financiamento que utilizam recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo. Ao longo do lançamento, o Superintendente da CAIXA em Sergipe, Marco Antônio Queiroz, e o Gerente Regional de Construção Civil, Rubens Fülber, apresentaram todas as condições do feirão às construtoras e imobiliárias, dando início à organização e divulgação do evento.

Na oportunidade, o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE), Sérgio Sobral, destacou que a iniciativa certamente irá aquecer a economia local, e aproveitou para dar boas notícias relacionadas ao convênio firmado com o Sistema Cofeci-Creci (através do qual corretores de imóveis podem comercializar imóveis retomados pela instituição financeira). “Em reunião com a diretoria da CAIXA, fui informado de que não será mais necessária a caução, e a carência para o pagamento da primeira parcela vai aumentar para seis meses. São mudanças que visam diminuir a burocracia nas negociações e, consequentemente, trazer benefícios para todo o mercado imobiliário e a sociedade em geral”, explicou Sobral.

O Sistema Cofeci-Creci trabalhou por cerca de um ano para que os corretores pudessem comercializar esses imóveis da CAIXA. Proporcionalmente, Sergipe é o estado que mais possui profissionais credenciados ao convênio, o que reflete o empenho da classe. “O mercado imobiliário é um referencial da economia, pois representa cerca de 19% do PIB. Estamos vendo agora iniciativas favoráveis ao setor: este feirão, as mudanças nas regras de financiamento da CAIXA e a desburocratização do processo de venda de imóveis retomados. Tudo isto é muito bom para a categoria, para a sociedade e para o mercado imobiliário em geral”, frisou o presidente do Creci-SE, que estava acompanhado dos diretores Antônio Carlos Aragão, Hunaldo Lima, Marcus Silva e Samuel Chagas.45

Previous Abastecimento de água será interrompido de forma parcial nesta sexta-feira
Next Gilmar Carvalho apresenta projeto para garantir empregos na FHS