Sergipe pode ser pioneiro em internet banda larga


Seplag e Emgetis se reúnem com executivos da americana USTDA (Imagem: Ascom Seplag)

Projeto de agência americana proporcionaria banda larga em 100% do território sergipano

Na última semana o secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Rosman Pereira, e o diretor-presidente da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis), Ezio Prata, foram a Washington (USA) para discutir a modernização da Tecnologia da Informação (TI) do estado. Os gestores se reuniram com executivos da Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA), entidade interessada no investimento.

Durante a visita, custeada pela USTDA, eles debateram as versões finais dos projetos que permitirão uma cobertura de banda larga em todo o território sergipano. O projeto vem sendo desenvolvido há quase dois anos. A reunião discutiu os aspectos da implantação da rede banda larga, o novo Data Center e a Segurança da Informação. A implantação da banda larga trará, de acordo com a Seplag, uma economia de R$ 2,1 milhões aos cofres públicos.

Ainda de acordo com a Seplag, a versão em português deve ficar pronta em maio. O projeto custará em torno de 40 milhões de reais, após a finalização da tradução será marcada uma reunião com o governador Belivaldo Chagas, para que o cônsul americano venha a Sergipe para entregar o projeto oficialmente.

Rosman Pereira afirma que o investimento do projeto será recuperado em um prazo de 15 meses, uma vez que não haverá gastos com equipamentos e a rede utilizada atualmente. O secretário também ressaltou que o Banco Mundial, o BIRD, demonstrou interesse não só de financiar o projeto, como de tornar o projeto do Governo de Sergipe um modelo para o resto do Brasil.

Previous “Movimento Mulheres pela Vida” faz ato contra o feminicídio em Estância
Next Mulher é detida com drogas na Cadeia de Areia Branca