Polícias e MPs deflagram operação contra sonegação fiscal em SE, AL e BA


Já nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (17), equipes das polícias militar e civil, além dos Ministérios Públicos Estaduais de Sergipe, Alagoas e Bahia deflagraram a Operação Placebo.

As equipes cumprem mandados de prisão contra 10 pessoas, todas acusadas de integrar organização criminosa especializada em corrupção de agentes públicos, lavagem de bens e falsificação de documentos, dentre outros ilícitos penais. Além disso, 18 mandados de busca em apreensão estão sendo cumpridos.

A operação é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial em Sonegação Fiscal e Crimes contra a Ordem Tributária (GAESF), do Ministério Público de Alagoas. Os investigadores estimam que o esquema de sonegação fiscal gerou um prejuízo de R$ 197 milhões, até junho de 2018, entre tributos sonegados, multas, juros e correção monetária.

De acordo com o Gaesf, são acusados de participar do esquema um auditor-fiscal de Alagoas, quatro empresários do ramo de distribuição de medicamentos, quatro testas-de-ferro, dois laranjas e dois contadores.

Mais informações sobre a Operação Placebo serão divulgadas ao longo do dia.

Previous “Disputar o Senado é um ato de coragem”, diz pré-candidato do PSOL
Next Filme nacional "O Menino no Espelho" estreia nesta terça (17) na TV Brasil