Sergipana vence programa de confeiteiros


Foto: Marcelo Sousa

Mesmo participando de um evento em São Paulo, Iara Siriguela bateu um papo com o Traz a Conta

Após desbancar 15 participantes e vencer seis disputas em grupo do ‘Batalha dos Confeiteiros’, versão brasileira do reality show americano ‘Cake Boss’, a sergipana Iara Siriguela, para os mais íntimos ‘siri’, venceu a segunda temporada do programa e vai trabalhar na confeitaria do chef Buddy Valastro no Brasil, localizada em São Paulo, enchendo de orgulho os conterrâneos de Sergipe.

AO LADO DO CHEF AMERICANO BUDDY VALASTRO. FOTO: REPRODUÇÃO DA INTERNET

Iara Siriguela está participando do evento Fipan em São Paulo, maior feira de Panificação e Confeitaria da América Latina, mas mesmo assim bateu um papo com o Traz a Conta. Iara trabalha no ramo da confeitaria artística, e não com confeitaria de vitrines, ela faz bolos decorados com pasta americana. A jovem montou sua empresa, a confeitaria ‘Siriguela’, há cinco anos e conta que começou a trabalhar com isso como parte de sua terapia, pois enfrentava uma depressão. Siri, assim que acabou a primeira temporada do programa, decidiu se inscrever e tentar a sorte. Depois de muita insistência ela foi chamada para representar Sergipe na segunda temporada do reality.

“O programa foi importante para a minha carreira, principalmente porque tem a chancela do Cake Boss, o Buddy, que é um dos maiores nomes da confeitaria artística mundial, foi muito importante estar nessa jornada ao lado dele. Além que o ‘Batalha’ é um programa de TV aberta, estamos passando pelo mundo todo e isso é muito bom para a minha carreira, vou ter o reconhecimento internacional”, declara.

Na final do programa, Iara escolheu fazer um monumento da estátua do caju que fica em frente ao Iate Clube de Aracaju no seu bolo. Sinal que não esqueceu suas origens. “Sergipe é o estado que me deu asas. Minha confeitaria fica situada na capital. Tenho gratidão e quis honrar isso no bolo da final que falava sobre sonhos”, conta.

SIRIGUELA IRÁ
TRABALHAR NA
CONFEITARIA DE BUDDY. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Ao ser questionada sobre o mercado da confeitaria artística em Sergipe, Iara relata que é um mercado que está em bastante ascensão e há bons profissionais aqui, mas faltam alguns ajustes. “Temos profissionais incríveis com técnicas que não deixam a desejar em nenhum estado, em nível de criatividade e ousadia. O que precisamos é buscar uma concorrência mais sadia e repensar sobre a tabela de preços que é muito abaixo do mercado, precisa ser um valor mais justo. Precisam valorizar o trabalho do artista, que é rico de detalhes. Mas dá para ter bastantes perspectivas, pois é um mercado que está em ascensão”, destaca.

Anterior Jucese realiza recadastramento de leiloeiros
Próximo I Feira do Cordel ocorre neste domingo em Aracaju