Senadores protocolam pedido de CPI sobre rompimento de barragem


(Foto: Isis Medeiros)

Na manhã desta quinta-feira (7), foi protocolado na Mesa do Senado um pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as causas do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), que aconteceu no último dia 25 e deixou 150 mortos e 182 desaparecidos até o momento.

O requerimento, entregue pelos senadores Otto Alencar (PSD/BA) e Carlos Viana (PSD/MG), tem 44 assinaturas, 17 a mais que o mínimo exigido. Segundo o senador Carlos Viana, inicialmente a comissão não tem caráter punitivo, mas sim voltado para a proposição de uma legislação mais moderna.

Segundo Viana, a Agência Nacional de Mineração, criada em 2017, não tem estrutura suficiente para fiscalizar a situação das barragens de rejeitos. “Se tivéssemos modernizado a legislação na hora certa, se tivéssemos permitido uma agência mais moderna, teríamos salvado a vida dessas pessoas”, afirmou.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM/AP), também assinou o requerimento, e adiantou que na próxima terça-feira (12), o documento deve ser lido no plenário da Casa. A partir daí os líderes podem indicar os nomes que irão compor a comissão, sendo 11 titulares e sete suplentes.

Previous Sisu convoca a partir de hoje candidatos em lista de espera
Next Belivaldo visita Hospital do Câncer de Barretos e analisa parceria para Sergipe