Incêndio devasta bairro histórico em Bangladesh


Pixabay

Um incêndio devastador em um bairro de edifícios antigos em Daca, capital de Bangladesh, matou pelo menos 70 pessoas, informaram as autoridades locais nesta quinta-feira (21). As construções de séculos de existência abrigavam vários centros de compras e estavam lotadas quando o fogo começou.

Cerca de 50 pessoas ficaram feridas, algumas delas com queimaduras graves. As chamas no bairro de Chawkbazar foram controladas após 10 horas de trabalho dos bombeiros. O distrito, com cerca de 400 anos, de existência é repleto de edifícios separados por ruas estreitas. As moradias, normalmente, ficam nos andares acima das lojas, restaurantes ou armazéns que ocupam o térreo.

O fogo começou na noite dessa quarta-feira (20) em um dos edifícios e logo se espalhou para outros nas proximidades. Muitas das vítimas ficaram presas dentro dos prédios. Segundo as autoridades, o local, a partir de onde as chamas se espalharam, armazenava ilegalmente substancias químicas para desodorantes e outros produtos domésticos 

Os serviços de emergência tiveram dificuldades para chegar ao local do incêndio, com algumas ruas fechadas para as comemorações de um feriado nacional, o que provocou congestionamentos que bloqueavam o acesso dos caminhões de bombeiros. 

Os edifícios de Chawkbazar são utilizados para fins comerciais e de moradia, apesar dos alertas das autoridades sobre os potenciais riscos no caso de incêndios como o ocorrido em 2010, quando morreram 123 pessoas. As autoridades haviam prometido regulamentar os edifícios e retirar dos prédios residenciais alguns armazéns de produtos químicos.

Testemunhas relataram que vários cilindros de gás estocados nos edifícios explodiram, assim como os tanques de combustível de alguns dos veículos que estavam nas ruas em frente aos locais incendiados. Relatos na imprensa dizem que muitas das vítimas eram pedestres, comerciantes ou funcionários de restaurantes, que morreram com as explosões.

Tragédias como essa ocorrem com certa regularidade em Bangladesh, que convive com incêndios, enchentes, acidentes com balsas e outros desastres. Em 2012, chamas se espalharam por uma fábrica de roupas nos arredores de Daca, matando ao menos 112 pessoas. Seis meses mais tarde, o edifício que abrigava outra confecção entrou em colapso, matando mais de mil.

Fonte: Agência Brasil, com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)


Previous Segurança diz que se socorro demorasse mais, paisagista estaria morta
Next Polícia Federal cumpre, no Rio, mandados no caso Marielle