Taxa de desemprego cai em 17 estados e no DF, segundo IBGE


13 capitais tiveram a maior taxa de desocupação dos últimos sete anos (Foto: Agência Brasília)

A taxa nacional de desocupação recuou para 12,3%

O desemprego, medido pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), caiu em 17 dos Estados e no Distrito Federal de 2017 para 2018, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A maior queda foi observada no Amazonas: recuo de 15,7% para 13,9%. Já o Amapá, além de ter registrado a maior alta de 2017 para 2018 (de 17,8% para 20,2%), junto com Roraima (de 9,9% para 12,3%), teve a maior taxa de desemprego do ano passado. A Bahia foi o único estado em que não foi registrada nenhuma variação no índice.

A taxa média de desocupação nacional em 2018 foi 12,3%, um recuo de 0,4% quando comparado com 2017.  Na contramão da média nacional, 13 capitais tiveram a maior taxa de desocupação dos últimos sete anos. O Sudeste foi a região com maior proporção de capitais com recorde de desemprego em 2018, com altas registradas em Vitória (12,5%), Rio de Janeiro (12,6%) e São Paulo (14,2%). A região Centro-Oeste foi a única em que nenhuma capital apresentou alta na taxa de desocupação.

“Percebe-se que o problema é mais forte nos grandes centros urbanos, acompanhando as maiores concentrações da população. É um desemprego metropolitano, bem maior do que no interior do país”, comenta o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

Previous Petrobras confirma contenção de vazamento em plataforma no ES
Next O Painho da gestão de Feira Nova