Paulo Guedes é convidado para audiência pública em comissão do Senado


(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil )

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi convidado para participar de uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado, para debater o endividamento dos estados. A audiência acontece na próxima terça-feira (12).

Entre os dias 13 e 14 também será marcada uma sessão temática no Plenário da Casa para que o ministro da Economia possa expor as diretrizes econômicas do governo. A agenda, fechada em reunião de líderes do Senado na terça-feira (26), servirá para debater a reforma da Previdência e o pacto federativo.

Outros ministros

Também é aguardada a ida do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao Senado para detalhar o pacote anticrime entregue ao Congresso. Foram aprovados convites em duas comissões: a de Direitos Humanos (CDH) e a de Constituição e Justiça (CCJ), mas a data da reunião conjunta ainda não foi definida.

As Comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovaram convites para ouvir o ministro da Cidadania, Osmar Terra. Também foi aprovado um requerimento de audiência, ainda sem data definida, com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, a ser promovida pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT).

Na lista das audiência públicas consta ainda o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Ele foi convocado para esclarecer aos senadores da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) as denúncias feitas pela imprensa sobre o uso de candidaturas “laranjas” para desvio de recursos eleitorais.

Os ministros da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez; da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; da Agricultura, Tereza Cristiana; do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto; e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, já compareceram ao Senado para conversar com os senadores.

Com informações da Agência Senado

Previous Minas e Energia divulga leilões de energia elétrica até 2021
Next Mudanças na economia vão além da reforma da Previdência, afirmam deputados