Doria pede que paulistanos evitem sair de casa por causa das chuvas


Marcos Corrêa/PR

Temporais atingem a Grande São Paulo e já causaram 12 mortes

O governador de São Paulo, João Doria, fez um pedido nesta segunda (11) para que paulistanos só saiam de casa para trabalhar. “Além do trabalho, evitem sair de casa para outras atividades e permaneçam em casa. É mais seguro do que estarem fazendo outros programas que não sejam evidentemente a necessidade de ir ao trabalho. Esta é a recomendação da Defesa Civil do Estado de São Paulo”, declarou após participar de evento na capital paulista.

As chuvas que atingiram a Grande São Paulo na madrugada desta segunda-feira deixaram 12 mortos e seis feridos. Foram quatro mortes em Ribeirão Pires e uma em Embu das Artes por causa de deslizamentos, três em São Caetano, duas em Santo André, uma em São Bernardo e uma em São Paulo, por afogamento.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura de São Paulo, das 19h de domingo até as 7h de hoje (11), choveu 57,8 milímetros (mm), o que corresponde a 32,6% do volume esperado para todo o mês de março, que é de 177,4 mm. O volume acumulado no mês é de 160,8 mm, 90,6% do esperado.

Orçamento

Em 7 de março de 2017, o Diário Oficial do município publicou o deslocamento de R$ 30 milhões de verbas que seriam destinadas para ações e obras de prevenção a enchentes, para construção de uma ponte e para implantação e requalificação de terminais de ônibus para o orçamento da Secretaria de Desestatização e Parcerias, órgão recém-criado por Doria, quando estava na prefeitura.

Sobre esse assunto, Doria disse: “Houve reescalonamento do investimento da prefeitura de São Paulo. Não houve corte. Houve reescalonamento de recursos face a disponibilidade do orçamento da Prefeitura de São Paulo”. Ele destacou que agora o governo trabalha conjuntamente com a prefeitura para implantação de novos piscinões na região metropolitana.

Previsão

O CGE alerta que o solo encharcado mantém potencial para deslizamento de terra em áreas de risco e formação de alagamentos. Para esta terça-feira (12), a previsão é de sol entre nuvens pela manhã e sensação de tempo abafado. Durante a manhã são esperadas pancadas isoladas de chuva e devem se intensificar entre a tarde e o início da noite. Permanece o risco de transbordamento de rios e córregos, bem como a formação de alagamentos intransitáveis e deslizamentos de terra em áreas de risco.

Na quarta-feira (13), o cenário é parecido, com chuvas entre o meio da tarde e o início da noite, com pancadas de forte intensidade. A umidade do ar permanece alta com os menores índices acima dos 60%.

Fonte: Agência Brasil

Previous Anatel diz que houve melhora nos principais serviços de telefonia
Next Moro espera que prisão de ex-PMs ajude a esclarecer morte de Marielle