Novo ministro da Educação é empossado e participa de reunião ministerial


(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, comprometeu-se durante a sua posse, nesta terça-feira (9), a melhorar os resultados educacionais do Brasil com o orçamento atual. De acordo com ele, não é “radical” e tem experiência em gestão, daí a disposição em apresentar resultados, e destacou ser aberto ao diálogo.

“Com o que a gente gasta em relação ao PIB [Produto Interno Bruto], a gente tem que entregar mais”, afirmou Weintraub durante a cerimônia de posse, no Palácio do Planalto, na presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Ainda segundo Weintraub, como titular pretende “entregar o que foi prometido no plano de governo. Bem sucintamente, mais com o mesmo que a gente já gasta”. Ele se disse também aberto ao diálogo e enfatizou que não tem filiação partidária.

Logo após a cerimônia de posse do novo ministro, Weintraub participou da reunião do Conselho de Governo, que reúne todos os ministros da gestão Bolsonaro.

Weintraub foi integrante da equipe de transição do governo do presidente Bolsonaro, e ocupou o cargo de secretário executivo da Casa Civil, sob o comando de Onyx Lorenzoni.

O novo ministro é professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), mestre em administração na área de finanças pela Faculdade Getúlio Vargas (FGV) e graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (USP – 1994). Ele atuou como economista-chefe e diretor do Banco Votorantim, e como sócio na Quest Investimentos.

Com informações da Agência Brasil.

Previous PGR defende tabelamento do frete em parecer ao Supremo
Next Netanyahu e Gantz comemoraram vitória nas eleições de Israel; resultado oficial não foi divulgado