Gilmar fala sobre parceria privada para a Deso


Na sessão plenária de hoje, 01, o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) ressaltou que  está preocupado  com medida que o governo tomou hoje, 1, por meio do Diário Oficial de Sergipe ,onde busca parceria privada para a DESO. Foi publicado no diário o edital de Chamamento Público para deflagrar Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para recebimento de propostas que tenham por objetivo a elaboração de estudos que demonstrem a viabilidade técnica, econômica-financeira e jurídica.

Também cita o edital a necessidade de modelagens institucionais possíveis e adequadas para subsidiar eventual nova estruturação para universalização dos serviços públicos de fornecimento de água e esgotamento sanitário nos municípios atualmente operados pela DESO de forma a realizar os investimentos necessários para a melhoria desses serviços.

Diante desse cenário, o  parlamentar declarou que  o governo atribui  problema da Deso ligados ao desperdício da água.  “O governo  não tem coragem de cobrar dos municípios o pagamento em dia das dívidas  e prefere falar em desperdício, cujo o volume, a culpa é, única e exclusiva, do estado. Se existe um desperdício aí afora, em razão de gatos, nós temos na polícia civil de Sergipe uma dos melhores serviços de inteligência do pais. Talvez só perca para a segurança pública de São Paulo, e esses serviços não são utilizados. Então a culpa é do governo do estado”, avaliou Gilmar.

Deputado ainda declarou que “o governo ao retomar então essa possibilidade de busca de uma parceria, que está clara hoje no diário oficial, ele  está dizendo que se não conseguir irá buscar um jeito de patrocinar. Pois, afinal de contas, o governo Federal vem tentando estimular os governos estaduais  a promover imediatamente privatização  das companhias de saneamento. Isso é claro e é público. O governo de Sergipe é um governo que anda com pires na mão. Falta ao governo do estado, na relação a esta casa, ter uma  relação mais sincera e verdadeira, relação esta que não está ocorrendo e não apenas com os servidores da Deso, mas também nas demais categorias. Ele não tem recebido uma categoria sequer,  algo que ele cobrava muito quando pertencia a essa casa.Governo falta ter uma relação sincera com essa casa e diga quais são seus propósitos  e também em relação à Deso, porque infelizmente o governo nem conversar, conversa”, avalia Gilmar Carvalho.

Por Stephanie Macêdo – Rede Alese Foto: Arquivo Alese

Previous Petrobras deve detalhar venda de mais quatro refinarias até agosto
Next Deputado Iran Barbosa solidariza-se à luta dos auditores fiscais de Sergipe