Olho Vivo: Fredson Navarro entrevista astros do ‘Encontro’


Após o lançamento em Salvador, Aracaju vai ser a primeira cidade a receber o ‘Encontro’ que reúne os astros do pagode baiano, Léo Santana, Xanddy (líder do Harmonia do Samba) e Tony Salles (vocalista do Parangolé) com uma proposta inovadora. O projeto cheio de ritmo e suingue, que foi lançado em maio deste ano com a gravação de um DVD, vai ser apresentado para o público sergipano no dia 21 de setembro, a partir das 21h na Arena de Eventos. As três atrações comandam a festa no palco projetado em shows simultâneos, para que fiquem muito mais próximos dos fãs.

Com uma legião de fãs na cidade, os três nomes de peso prometem reunir uma multidão. “Essa é a primeira vez que o ‘Encontro’ vai acontecer depois da estreia e eu estou muito ansioso, principalmente por ser algo que as pessoas pediam muito para gente. Esse é um show diferenciado desde estrutura a repertório. Cantamos sucessos uns dos outros e é, de fato, uma festa porque eu, Xanddy e Tony temos uma amizade muito bacana e isso reflete ao longo do nosso show pela forma com que é conduzido, a gente se diverte! Tenho certeza que a galera de Aracaju vai curtir muito junto com a gente. Espero todos vocês, vai ser incrível. Vamo que vamo!”, convida Léo Santana.

Projeto
o ‘Encontro’ foi lançado pela Salvador Produções na Arena Fonte Nova e foi registrado em DVD. O sucesso foi tão grande que fãs de todo o país pediram a continuidade.

Tony Salles, vocalista da banda Parangolé, ressaltou a importância da amizade na construção do projeto. “O pontapé inicial para esse encontro é a amizade entre nós. Esse foi o principal fator que nos motivou a fazer esse evento para o público baiano e agora dar continuidade com uma turnê linda que começa por Aracaju”, afirmou.

O líder do Harmonia do Samba, Xanddy, explica a dificuldade da turnê pelo Brasil. “Dar continuidade a este projeto sempre foi o desejo do trio. Mas cada um tem uma agenda de shows apertada, mas conseguimos encaixar e estamos muito felizes. Pegamos as imagens do primeiro show, reunimos o material, editamos e agora começamos a agenda do projeto. Está tudo mapeado e tenho certeza que já é sucesso. Começar por Aracaju é uma honra, agora sou cidadão sergipano com muito orgulho e tenho um carinho grande pelo estado”, vibra.

Já sobre levar o projeto para fora do país, Léo Santana afirmou que é um ‘sonho’, mas despistou sobre a realização da festa no exterior. “Já tive oportunidade de cantar em Orlando com Xanddy e foi incrível. Temos um grande público lá fora e nada está descartado”.
“É um momento muito especial para nós três, para o movimento do pagode. Este projeto é só o primeiro passo. Vamos incluir mais músicas inéditas e quem sabe trazer convidados especiais”, completa Xanddy.

Repertório
O show promete ser muito animado. No palco, os três vão se revezar e cantar músicas que fizeram e ainda fazem parte do imaginário dos fãs, ora juntos, ora sozinhos. A apresentação terá bastante pirotecnia, luzes e telões de LED com imagens dos amigos.

No repertório do Harmonia do Samba estão hits de sucesso do grupo como “Vem, neném” e hits dos parceiros como “Abaixa que é Tiro”. A renovação musical nos inspira, então eu me inspiro no Tony que trouxe uma nova onda para a música, e no Léo com sua energia”, analisa Xanddy.

Já o grupo Parangolé vai apostar em canções como “Crush Blogueirinha” e para levar o público ao delírio sob o comando de Tony Salles. Sintonia não falta entre o trio que fez até coreografias -eles têm como trunfo a dança em suas trajetórias e vão abusar.

Léo Santana vai agitar os fãs com músicas de grande repercussão nacional como “Respeite”, “Negro Lindo” e outras das demais fases de sua carreira. Léo também vai homenagear clássicos do pagode e do axé.

“São três balés, grande cenário, cada um dança e canta a música do outro. Vai ser cada vez mais surpreendente para todos. O show tem até umas pegadinhas e brincadeiras”, conta Léo. “A responsabilidade é muito grande, nós três somos uma referência e as pessoas esperam sempre algo a mais. Vai ser incrível e muita gente vai se identificar muito. Ninguém pode perder”, finaliza.

Previous Roteiro Cultural por Fredson Navarro: Bar do Gelo em destaque
Next Inep divulga gabarito do Encceja 2019