Mais de 10 mil vagas em cursos de capacitação em quatro meses


Com a proposta de fomentar o empreendedorismo e oferecer à população aracajuana meios para se desenvolver economicamente, a Prefeitura de Aracaju tem ampliado, paulatinamente, a oferta de cursos e capacitações. Neste sentido, por meio da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), somente entre maio e setembro deste ano, mais de 10 mil vagas foram abertas para capacitação profissional em diversas áreas, em sintonia com as demandas do mercado de trabalho.

O esforço da gestão municipal em estimular a mudança de perspectiva ganha impulso quando o cenário nacional apresenta dados preocupantes. O último levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que, atualmente, 12,8 milhões de brasileiros estão sem emprego. Desta forma, fomentar a capacitação e formas alternativas de renda é uma tarefa abraçada pela Prefeitura, no Planejamento Estratégico da gestão.

“A Fundat tem como porta de entrada os cursos de capacitação e, acoplado a isso, o encaminhamento ao mercado de trabalho, como também desenvolver os candidatos a ingressar como MEI [Micro Empresário Individual] e o formalizá-los nesta atividade. A grande questão é que não promovemos os cursos e capacitações, simplesmente por promover. Existe uma pesquisa, uma avaliação para saber o que o mercado tem exigido, tem procurado nos profissionais. Existe o fator de demanda no Brasil, mas, muitas empresas também cobram capacitação e, por isso, trabalhamos no sentido da formação profissional”, explica a presidente da Fundat, Edvaneide Lima.

Todos os meses, a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho abre novas vagas para cursos e capacitações. Neste mês, por exemplo, foram ofertadas mais de 3.200 delas em áreas diversas, disponibilizadas a partir de parcerias com instituições de ensino superior pública e privadas, entidades e empresas.

“Através das parcerias, inclusive com associações de moradores, estamos chegando mais próximo da população das regiões que mais precisam, por isso é tão importante manter parceiros, assim, podemos ampliar o nosso campo de atuação e beneficiar mais pessoas. Com essa aproximação das comunidades, também podemos receber suas demandas, as analisamos e, dentro das possibilidades, implementamos o curso ou oficina de capacitação, ou seja, agimos também contando com a participação dos moradores”, frisou Edvandeide.

A partir deste ano, a Fundat implementou novas medidas, como a idade mínima para participar das capacitações. Antes, a idade mínima era 16 anos, agora, é 14. Esta medida levou em consideração que, atualmente, os jovens precisam se capacitar cada vez mais cedo e é tudo isso é feito com base em análises.

“Agora, inclusive, estamos em tratativas com a Coordenadoria Regional do Trabalho para tentar trazer para a Fundat o Jovem Aprendiz. As empresa têm exigido experiências, mas, como fazer no caso do primeiro emprego? A ideia da Fundat é capacitar esse jovem e encaminhar para as empresas e fechar essa lacuna”, destaca Edvaneide.

De acordo com a presidente da Fundat, um dos focos da Prefeitura é estimular meios alternativos, porém, capacitar e instruir a população também neste sentido. “Oferecemos diversos cursos para que as pessoas tenham a possibilidade de não depender apenas do mercado formal em tempos difíceis, mas que possam encontrar alternativas criativas como MEI. Neste sentido, capacitamos e damos todas as orientações necessárias. Além disso, estamos em busca dos trabalhadores informais para informar os benefícios do MEI e desmistificar que é só pagar impostos. MEI possui muitos direitos e benefícios, sem contar que, com a formalização, o negócio dessas pessoas pode se desenvolver muito mais”, afirmou.

Para outras informações sobre os cursos e capacitações, a população pode contatar a Fundação pelo (79) 3179-1331, ou se dirigir à sede do órgão, localizada no calçadão da rua João Pessoa, 127, Centro.

Foto: Sérgio Silva

Previous Fachin vota contra tese que pode anular condenações da Lava Jato
Next Flamengo vence Inter e amplia vantagem no Brasileiro