Jorge Vercillo está de volta a Aracaju com novo show ‘Nas Minhas Mãos’


O cantor e compositor Jorge Vercillo está de volta a Aracaju após três anos e vai apresentar seu novo trabalho ‘Nas Minhas Mãos’, a partir das 20h do domingo, 3 de novembro, no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju.

O espetáculo, inspirado no seu novo álbum, faz diálogo com vários estilos e universos bem diferentes dos percorridos por Vercillo até hoje. Apresentando canções como “Fantasias”, samba gravado em parceria com o cantor Thiaguinho e que já está tocando nas rádios; e “Garra”, música de unificação política gravada com Ronaldinho Gaúcho. Além da pulsante e sensual “Nas Minhas Mãos”, que dá nome ao show.

O repertório também trará músicas queridas do público que não são cantadas por Jorge Vercillo há um tempo, alternando com sucessos como ‘Ela Une Todas as Coisas’, ‘Final Feliz’, ‘Monalisa’ e outras que não podem faltar. “Ao longo do ano a gente vai adicionando outras músicas do novo álbum e trocando algumas, como tem sido nas minhas turnês, algo bem mais dinâmico e próximo do público.”, adianta o cantor, que está sempre surpreendendo os seus fãs com sua versatilidade e inquietude.

O espetáculo “Nas Minhas Mãos” pretende rodar os quatro cantos do Brasil, o interior do país e o exterior também. “Busco nuances e diversidade entre as músicas. Talvez por sonhar refletir a pluralidade do povo brasileiro”, afirma o cantor.

Jorge Vercillo sobe ao palco acompanhado de músicos altamente qualificados como André Neiva, co-produtor do álbum (direção musical, contrabaixos e vocais); Misael da Hora (teclados e vocais); Claudio Infante (bateria) e o novato Viny Vercillo que tem surpreendido as plateias com seu carisma e novas ideias de arranjos nas guitarras e vocais.

Os podem ser adquiridos na bilheteria do Tobias Barreto, Loja HITZ (Shopping Jardins) e no site Guichê Web. O projeto em Aracaju apresenta uma parceria solidária onde doará fraldas geriátricas a uma instituição – ainda a ser definida pela produção local do show – que cuida de adultos em situação de vulnerabilidade

Previous Óleo no Nordeste vem "muito provavelmente" da Venezuela
Next Aracaju recebe curso ‘Redes Sociais Inclusivas’ no dia 26 de outubro